Motivado ou engajado?

13 março 2018 / De Ricardo Seperuelo

Por Fernando Fraga

Observo que o mundo corporativo comenta que a equipe deve estar motivada. Será que é mesmo a motivação que impulsiona a performance? Nunca acreditei que a motivação fosse algo que pudesse ser constante e que fizesse a diferença profissional. Não faz muito tempo assisti uma palestra a qual convergiu para com o meu pensamento.

O consultor empresarial com experiência internacional, mestre em Sistemas de Gestão com especialização em Governança Corporativa pela UFF (Universidade Federal Fluminense), professor de Pós-Graduação e autor do livro “A Arte de Engajar Pessoas”, Ricardo Seperuelo, comentou com propriedade que o ideal é o engajamento e não a motivação.

Seperuelo explicou que a motivação é como a queima de fogos no réveillon de Copacabana, ou seja, as pessoas desejam ver o espetáculo e não se importam com os possíveis problemas que possam enfrentar. Ao final dos 12 ou 17 minutos de imagens lindas no céu da Zona Sul, começa a baixar aquela animação toda por conta das dificuldades ao retornar à casa. Portanto, a motivação é importante mais dura pouco.

Já o engajamento, explicou o consultor Ricardo Seperuelo, é como um farol (Torre, preparada com aparelho ótico dotado de fonte de potentes lâmpadas e espelhos refletores, emitindo luz a longas distâncias); nunca se apaga. Ele pode até ficar hora mais fraco, hora mais forte, dependendo da situação climática, mas sempre está orientando a navegação.

E você? Está motivado ou engajado com o seu propósito?

Sobre o autor

Ricardo Seperuelo

Ricardo Seperuelo é consultor, professor e escritor sobre gestão e neste livro A arte de engajar pessoas apresenta uma forma diferente de se gerir organizações, baseado no engajamento de pessoas através de propósitos, unindo a missão das organizações aos dos projetos e das pessoas, com uma abordagem simples e leve, sem medo de errar e sem culpa na carreira profissional. Profissional com experiência com projeto internacional em Angola e no Brasil, com projetos de mapeamento de processos, implementação de escritório de projetos e consultorias voltadas para engajamento de pessoas por propósitos alinhados às estratégias organizacionais. Administrador de empresas e Mestre em Sistemas de Gestão com especialização em Governança Corporativa pela UFF – Universidade Federal Fluminense, possui experiência como coordenador e professor dos cursos de pós-graduação nas áreas de gestão, incluindo gerenciamento de projetos, gestão de processos, gestão empresarial e gestão de pessoas.

Deixe um comentário

* Complete todos os campos corretamente